Algumas profissões são essenciais para a sociedade, pois são responsáveis por nosso conforto, bem estar e qualidade de vida. Sem tais profissões estaríamos muito atrasados em nosso desenvolvimento. Dentre elas está a atividade do eletricitário que trabalha exposto à altas tensões, que ao prestar esse serviço fundamental para as nossas vidas também acaba ficando exposto a agentes nocivos à saúde dele e a perigos iminentes. Por isso, a aposentadoria de eletricitário possui algumas diferenças e vantagens em relação à aposentadoria comum.

A Aposentadoria de Eletricitário que trabalha exposto à altas tensões é caracterizada como uma aposentadoria especial , pois se encaixa nas condições de insalubridade referentes ao benefício. Entretanto, há que se deixar claro que somente tensões acima de 250 volts garantem esse benefício, tendo em vista que o eletricista de obra de construção civil, por exemplo, não está exposto a perigo de morte de forma habitual e permanente como o eletricitário.

Esse tipo de benefício possui duas grandes vantagens: o profissional de atividade insalubre pode se aposentar com apenas 25 anos de contribuição (na função) e, ao solicitar o benefício, não terá redução no valor por causa da idade – ou seja, há afastamento do fator previdenciário.

Para garantir a conquista da aposentadoria de eletricitário, o profissional deve reunir o PPP e LTCAT das empresas nas quais trabalhou, como explicamos na publicação sobre A Chave para Obter a Aposentadoria Especial.

Há também casos de profissionais que são estatutários. Nestes é necessário verificar quais são os requisitos previstos em lei para garantir a integralidade e paridade do salário .

Também, para aqueles profissionais que querem se aposentar, mas não pretendem parar de trabalhar, é possível converter o tempo insalubre em tempo comum e se aposentar pela Aposentadoria por Tempo de Contribuição. Recentemente, novas decisões também têm permitido a aposentadoria especial, sem necessidade de conversão, e a continuidade da atividade insalubre.

 

Compartilhar noticia